Diástase Abdominal

Atualizado: Ago 20

A diástase abdominal é o afastamento dos músculos abdominais e do tecido conjuntivo que geralmente acontece durante a gravidez, sendo a principal causa de flacidez abdominal e dor lombar no pós-parto. O que ocorre é o rompimento da linha alba, que vai do processo xifoide ao osso pubiano, afastando os músculos do reto abdominal. A diástase também pode afetar homens. O sedentarismo, obesidade e flacidez associado a grandes esforços pode, também, romper a linha alba.


Um dos exercícios mais indicados no tratamento da diástase é o Pilates, porque ele previne e auxilia na recuperação. O método tem como prática contrair o transverso abdominal e as fibras inferiores do reto abdominal, fortalecendo-os, sem que haja pressão excessiva no reto abdominal. Além disso, a respiração do Pilates proporciona um melhor funcionamento dos músculos profundos, os quais ajudam a diminuir o distanciamento do músculo reto abdominal. (Revista Pilates – jul/20)






Diástase: é o afastamento dos músculos do reto do abdômen. A linha alba, que vai do processo xifoide ao osso pubiano.

- Respiração: lembrar de contrair o transverso e assoalho pélvico. Ajuda a evitar um aumento de pressão intra-abdominal.

- Fortalecer assoalho pélvico, parede abdominal. E também região lombar, glúteos e reto femural, pois é comum dor nessas regiões.

- Evitar exercícios de rotação de quadril e alongamentos laterais. Você sabia que o Pilates é um excelente aliado para quem tem diástase?